segunda-feira, 27 de abril de 2009

Cisto de Baker


O que é o cisto de Baker ou sinovial poplíteo?

A bolsa sinovial é um saco repleto de fluído, que age como um amortecedor entre os tendões, os ossos e a pele. O cisto de Baker é um edema anormal da bolsa sinovial, que está localizada no espaço atrás do joelho, na fossa poplítea

Como ocorre ?

A causa exata do cisto de Baker ainda é desconhecida. Entretanto, o cisto pode ocorrer quando a produção de fluído está aumentada, como no caso de artrite ou após uma lesão.


Quais os sintomas ?

Os pacientes apresentam edema na região poplítea, que pode ser acompanhada de dor e de rigidez, sem relatar história de trauma. Se o cisto romper, pode haver edema e dor na panturrilha, podendo ser confundida com uma trombose venosa profunda.


Como é diagnosticado ?

O médico examinará os joelhos e procurará por uma saliência na parte de trás deles. Normalmente a ressonância magnética não é necessária, mas pode ajudar a determinar o tamanho e características do cisto, além de ser útil para verificação de lesões intra-articulares.


Como é tratado ?

O desconforto inicial, causado pelo cisto de Baker, pode ser tratado com uma faixa elástica. O médico poderá prescrever medicamento antiinflamatório e o cisto poderá ser drenado. Em casos raros, poderá ser feita uma cirurgia para remoção do cisto. Algumas vezes o cisto desaparece sozinho. Se o cisto não causar incômodo, não há necessidade de tratamento.


Como o cisto sinovial de Baker pode ser evitado ?

Não existe nenhuma maneira de evitar que o cisto de Baker se forme.

Quando ocorre em crianças (maior freqüência entre 4 a 7 anos), geralmente apresenta resolução espontânea, sem necessidade de tratamento cirúrgico. Quando ocorre em adultos (maior freqüência entre 55-70 anos), geralmente se deve a alguma doença intra-articular, sendo as mais comuns: artrose, lesão meniscal ou ligamentar. Quando o tratamento conservador falha pode-se optar pela artroscopia associada ou não à ressecção do cisto com fechamento da conecção deste com a articulação. Um em cada cinco pacientes com problemas no joelho pode desenvolver um cisto de Baker.