terça-feira, 19 de novembro de 2013

Dica de Filme - Blood Money - Aborto Legalizado


A Europa Filmes e a Estação Luz Filmes lançam a partir de São Paulo, em dia 5 de novembro, com uma série de avant premières, o documentário “Blood Money – Aborto Legalizado”, uma produção norte-americana independente, assinada pelo diretor David Kyle. Após o lançamento em São Paulo, têm início roadshows de pré-estreias, incluindo o Rio de Janeiro (6), Goiânia (7), Brasília (8), Belém (9), Curitiba (11), Salvador (12), Recife (13) e Fortaleza (14). Nestas cidades, Kyle falará de sua primeira incursão no cinema com esse documentário polêmico, que está se tornando um cult pelo realismo e crueza com que trata o tema e pelas denúncias que faz. O filme de 75’ entra em cartaz nos cinemas a partir de 15 de novembro. 

Segundo Luís Eduardo Girão, diretor da Estação Luz Filmes, que adquiriu os direitos de distribuição no Brasil, o filme “Blood Money – Aborto Legalizado”, pretende atrair o público brasileiro, pois disseca o tema, revelando a experiência prática em um país onde o aborto é legalizado há 40 anos. ”Apesar de mais de 70% da população brasileira serem contra a legalização do aborto, de acordo com os principais institutos de pesquisa do país, o tema gera polêmica, causa grande interesse e esclarece o assunto sob vários aspectos. Por isso esperamos que provoque repercussão, levando ao amadurecimento deste necessário debate no Brasil, onde ainda teimamos em tratar o aborto com hipocrisia”, diz Girão. 

O documentário de Kyle trata do funcionamento legal desta indústria nos Estados Unidos, mostrando “de que forma as estruturas médicas disputam e tratam sua clientela, os métodos aplicados pelas clínicas para realização do aborto e o destino do lixo hospitalar, entre outros temas, de forma muito realista”, conta Girão. 

O filme também faz denúncias como a prática da eugenia e do controle da natalidade por meio do aborto e trata aspectos científicos e psicológicos relacionados ao tema, como o momento exato em que o feto é considerado um ser humano e se há ou não sequelas para a mulher submetida a este procedimento.
“Blood Money – Aborto Legalizado” traz, ainda, depoimentos de médicos e outros profissionais da área, de pacientes, cientistas e da ativista de movimentos negros dos EUA, Alveda C. King, sobrinha do pacifista Martin Luther King, que também apresenta o documentário. Dra. Alveda é envolvida em discussões sobre o mecanismo de controle racial nos EUA – o maior número de abortos é realizado nas comunidades negras. 

Segundo o diretor da Estação Luz Filmes, o amplo esclarecimento que o documentário oferece foi o que motivou sua produtora a assinar contrato com Kyle para adquirir os direitos de distribuição no Brasil. “É a primeira vez que o cinema trata o assunto desta forma, tirando-o da invisibilidade em um momento em que a mídia brasileira começa a discutir o assunto com coragem e com a importância que merece. Acreditamos que vá atrair diversos segmentos sociais e pessoas sensíveis a essa questão, sejam elas contra ou a favor da legalização do aborto no Brasil”.

Assista o trailler:


Exibições e outras informações no site oficial, click AQUI

NOTA: Esse site deixa clara sua posição pró Vida, ou seja, contra o Aborto.

Médicos sem REVALIDA - ENTRE O ACORDO DE D'ÁVILA E A RENÚNCIA DE BLEY – OS CHEFES.




Meus caros e decepcionados colegas de profissão, hoje quero dirigir algumas palavras àqueles inúmeros esquecidos e grandes responsáveis pelo dia-a-dia do funcionamento desse dinossauro chamado Sistema Único de Saúde (SUS). Refiro-me aqui a essas pequenas ratazanas...seres não tão decentes o suficiente para serem chamados de “médicos”, nem tão corruptos o necessário para entrarem de vez na política. Eu aqui escrevo para essa legião de gestores, secretários da saúde e médicos-chefes em cargo de comissão.

Eu aponto nessas linhas todas as “gerências”, “núcleos”, “coordenações” e “assessorias” e invoco a presença daqueles espíritos medíocres, daquelas almas menores que, sempre chegando atrasadas ou saindo antes, habitam os hospitais, postos, ambulatórios e pronto-atendimentos desse país: vocês hoje hão de ser meu alvo!

Conhecemos todos o seu relativismo de valores, suas frases chavão e seus raciocínios hipócritas. Não há um só de vocês que não administre suas unidades com lemas como “isso sempre foi assim” ou “eu não sabia de nada”. Pressionados por algum colega a tomar decisões nas reuniões de serviço argumentam que o “importante é ficar bom para todo mundo”.. Pois bem, digo eu: vocês, seus desgraçados, são a verdadeira miséria da nossa profissão! Vocês são filiados ao PIP (Partido do Interesse Próprio) e não tem qualquer escrúpulo quando se colocam perante vocês os dilemas entre a honra de um colega e a “função gratificada” no seu contracheque.
São vocês, seus parasitas, que levaram – com seu egoísmo e indiferença – a medicina brasileira ao ponto que chegou. D'Avila não é causa mas sim consequência da passividade da nossa classe. Em cada secretário da saúde, em cada chefe de serviço há um presidente do CFM pois cada um de vocês – digo eu – não guarda um mínimo de decência nem respeito pela profissão ao aceitar intermediar a relação de trabalho de seus colegas com o governo mais podre de toda história brasileira.



Entre o acordo de D'Avila e a renúncia de Bley, está essa zona de penumbra..esse mundo de relativismo e de ânsia por parecer democrático...onde o reino da ralé, o paraíso dos medíocres acolhe de portas abertas a todos vocês..
Nenhuma receita estrangeira com superdosagem, nenhuma medida provisória ou demissão injusta de colega os comove... Suas viagens para Miami estão programadas...seus apartamentos, novos e comprados na planta, estão para ser mobiliados, seus casamentos já terminaram e novas “paixões” já surgiram...há um novo carro na concessionária para fazer o “test drive”, não há ? Tudo isso, toda essa indiferença nada mais é do que o egoísmo dos canalhas, a ambição dos astutos e a estratégia dos covardes..
Jamais, em momento algum, eu vou lhes dar paz! Não permitirei a hipocrisia de acusar os bandidos petistas como autores da ideia do “mais médicos” sem a colaboração de vocês. Conheço vocês desde os anos de faculdade ! A mim não irão enganar!
Cada vez que um de vocês ouvir falar do “acordo de D'Avila” ou da “renúncia de Bley” saibam que não são capazes da covardia do primeiro nem da coragem do segundo. Vocês são criaturas intermediárias que habitam esse mundo das sombras onde não há coragem para sair à luz nem para viver eternamente na escuridão. Vocês, seus infelizes, são os chefes...Deus me livre de chamá-los de colegas !


Escrito pelo Dr Milton Simon Pires
Original do Blog ATAQUE ABERTO

Médicos sem REVALIDA - A Gastança com o Governo de Cuba e as misérias do SUS




Para os fanáticos que ainda defendem veementemente a "necessidade" do Brasil importar médicos estrangeiros. Uma historinha do cotidiano de consultório:

Acabo te atender aqui um paciente de 70 anos, que faz acompanhamento comigo por Hérnia de Disco Lombar. 
Sabe-se hoje em dia que o tratamento não invasivo e biomecânico da coluna vertebral consegue resultados excelentes, sem a necessidade de uso crônico de nenhuma medicação. Para isso são necessários cuidados cotidianos com a postura vertebral, com a mudança dos hábitos de vida e evitar fatores agressores ao quadro clínico. 
Esse paciente, apesar da idade e da lesão vertebral, vinha muito bem, sem uso de medicação, apenas com as medidas biomecânicas.
Ele mora em uma pequena cidade vizinha da região (o paciente me pediu para não detalhar onde com medo de represálias - olhem aonde chegamos). 

Pois bem, além de tratar-se comigo, faz tratamento oftalmológico pelo SUS no Hospital da UNESP Botucatu (excelente referência). 
Porém, o transporte de seu município de origem à Botucatu (cerca de 2 horas de viagem) foi feito com ambulâncias de "pequeno porte", diferentes dessas aí da foto (Parati, Space Fox, entre outras ditas "peruas" ou Space Wagon). Esse tipo de transporte já não seria adequado nem se fosse feito só com o paciente na maca e uma acompanhante, visto a impossível acomodação minima dentro do veículo. Pior ainda, essas prefeituras acumulam 5 pacientes e os coloca na parte traseira do veículo e fazem o transporte (que por sinal é irregular - transporte coletivo somente deve ser feito em ônibus, micro ônibus ou vans). 
Resumindo, o "governante" trata seus eleitores e "contribuintes" verdadeiramente como porcos (sim, é essa a palavra mesmo), empilhando-os dentro de um veículo que não é destinado para esse tipo de serviço. E vocês sabem que a Polícia Rodoviária nem se atreve a parar uma ambulância, ou seja, sem chance de fiscalização. 

Resultado, 2 dias após a "viagem", o paciente vem aqui com crise aguda de Lombociatalgia pela péssima acomodação em uma viagem dessas.

Parabéns aos nossos governantes por tratarem seus eleitores e contribuintes como PORCOS (sim, porque uma pequena ambulância carregando empilhados no compartimento traseiro 5 pessoas, mais me parece com um chiqueiro).

Parabéns a você que defende que as misérias do SUS devem ser atribuídas aos 400 mil médicos brasileiros, e não à completa falta de estrutura mínima e a completa falta de vergonha e de caráter de quem gerencia isso.

Parabéns ao SUS por fazer mais e mais vítimas a cada dia.
Enquanto isso (na foto) vemos onde o descaso com o dinheiro público vai parar.

Chega de hipocrisia, mentiras e populismo. A realidade da saúde pública brasileira é essa, e não a história da carochinha contada pelo Ministro da Saúde (ou seria da doença). E isso tudo acontecendo aqui no interior de SP.....imagina nos chamados "confins" do Brasil.
Paulistas: Muito cuidado ao eleger o Padilha governador de SP ano que vem. As coisas (com o PT em cena) sempre podem piorar, e muito!

Médicos sem REVALIDA - As aberrações



Acima 3 imagens...

A primeira, um encaminhamento de um médico sem REVALIDA do programa "Mais Médicos" solicitando uma consulta com um "clínico"....
Mas como assim......este médico deveria ser o clínico do local. Então para que serve essa gastança toda de dinheiro enviada a OPAS de Cuba?


A segunda, uma receita do antibiótico AZITROMICINA, cuja posologia é de apenas uma tomada diária usualmente por 3 dias apenas, devidos seus efeitos extremamente tóxicos ao organismo.
Na receita está prescrita com 3 tomadas diárias e por 8 dias seguidos.

A terceira, uma receita com uma sub dose de antibiótico (amoxacilina) associada a uma dose plena de dexametasona (corticóide). 

Resultado....um fígado frito por overdose de azitromicina, e uma bactéria ultra resistente pela surreal associação de sub dose de amoxacilina com corticóide em dose plena.....
Vai ser preciso morrer gente pra o povo acordar com essas medidas absurdas.

Tomara que não seja ninguém de suas famílias, porque os idealizadores do programa mais médicos (PT) são usuários do Hospital Sírio Libanês e não estão nem um pouco preocupados com sua saúde, mas sim preocupados apenas em se manter no poder.

Médicos sem REVALIDA - Um depoimento de um usuário do SUS



Acabei de atender um paciente aqui no consultório, e durante a consulta papeamos um pouco, pois ele queria me pedir algumas opiniões à respeito do irmão dele que faz tratamento de um câncer cervical em Jaú no Hospital Amaral Carvalho (referência regional em Oncologia).
Depois do relato dele eu gostaria de ter filmado tudo o que ele disse, pois ele resumiu tudo que sempre dissemos aqui.
Disse que sempre foram muto bem atendidos pelo colega médico que cuida do caso, ao ponto de observarem sua presteza no atendimento (SUS), boa vontade, mas sempre com estrutura horrível, incluindo o local de atendimento.
A percepção (apesar da simplicidade do paciente) é tão detalhada, que resumiu assim:
"Não conseguia acreditar que um médico tão bom e simpático pode se sujeitar a trabalhar num local tão medonho como este."
Aí ele me disse que queria vender a casa e poder transferir o paciente para o setor particular (olhem que não houve nenhuma sugestão ou ingerência do colega médico de lá nesse assunto).
Me disse ainda:
"Aí vem aqueles caras de pau do governo dizerem que faltam médicos."
Ou seja, a percepção da população (incluindo os mais humildes), começa a emergir em meio a tanta mentira e truculência.
Enfim......daria um belo depoimento, se tivesse filmado

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Um buraco se abre no chão de novo - Médicos sem REVALIDA




"Hoje cuidei de uma iatrogenia Cubana em BH. 

Paciente de 36 anos, sexo feminino, iniciara na 5ª feira dor epigástrica em queimação, com comparecimento no Centro de Saúde de Cidade ha 200 km de BH, na qual ha 2 semanas atende medica cubana. Fora-lhe prescrito leite de magnésia. 

Na sexta-feira retorna com dor abdominal difusa. Fora-lhe agora prescrito aveia (para intestino preso), luftal para gases e buscopan composto. No sábado inicia febre, calafrios, mialgia, adinamia e piora da dor abdominal, Novamente, atendido, mas foi-lhe prescrito 1 ampola de benzetacil em cada glúteo. 

Comparece hoje em choque séptico, trazido pelo tio de carro, apos 3 horas e 30 minutos de viagem. 

Na admissão: sudorese pegajosa, PA: 90X50 mmhg FC: 126 FR: 32. Resgate no PS com medidas de urgência com entubação endotraqueal. 

TC de abdome: evidencias de colecistolitiase + colecistite aguda. US de vias biliares. Coledolitiase + sinais de colangite."

Dr Alexandre Barbosa Andrade.




Observação: Com objetivo de não atrapalhar nos procedimentos legais, a família pediu segredo (por isso os dados do paciente e do médico em questão estão preservados). Todos conhecem as cidades do interior no Brasil. Um prontuário pode ser reescrito (palavras da família). Quando o processo andar, apos a justiça pedir a perícia do documento original a família liberará inclusive a publicação de documentos.