segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Um buraco se abre no chão de novo - Médicos sem REVALIDA




"Hoje cuidei de uma iatrogenia Cubana em BH. 

Paciente de 36 anos, sexo feminino, iniciara na 5ª feira dor epigástrica em queimação, com comparecimento no Centro de Saúde de Cidade ha 200 km de BH, na qual ha 2 semanas atende medica cubana. Fora-lhe prescrito leite de magnésia. 

Na sexta-feira retorna com dor abdominal difusa. Fora-lhe agora prescrito aveia (para intestino preso), luftal para gases e buscopan composto. No sábado inicia febre, calafrios, mialgia, adinamia e piora da dor abdominal, Novamente, atendido, mas foi-lhe prescrito 1 ampola de benzetacil em cada glúteo. 

Comparece hoje em choque séptico, trazido pelo tio de carro, apos 3 horas e 30 minutos de viagem. 

Na admissão: sudorese pegajosa, PA: 90X50 mmhg FC: 126 FR: 32. Resgate no PS com medidas de urgência com entubação endotraqueal. 

TC de abdome: evidencias de colecistolitiase + colecistite aguda. US de vias biliares. Coledolitiase + sinais de colangite."

Dr Alexandre Barbosa Andrade.




Observação: Com objetivo de não atrapalhar nos procedimentos legais, a família pediu segredo (por isso os dados do paciente e do médico em questão estão preservados). Todos conhecem as cidades do interior no Brasil. Um prontuário pode ser reescrito (palavras da família). Quando o processo andar, apos a justiça pedir a perícia do documento original a família liberará inclusive a publicação de documentos.